Chego com um pouco de pressa ao supermercado porque estou atrasada para o almoço que vou dar em casa.

Me aproximo da rotisserie pra pegar azeitonas. Procuro o que quero e não acho, mas começo a encher um potinho com outra qualidade assim mesmo. Pela hora vai estar todo mundo com muita fome bem antes da comida ficar pronta!

Do meu lado duas senhoras muito bem vestidas, de aproximadamente uns 70 anos também se servem.

– Fulana, aquela moça está pegando outra azeitona.

A moça sou eu.

– É que eu prefiro azeitona com carroço, respondo.

– Mas mesmo para colocar no recheio de uma torta?

– Sim, aí é melhor sem caroço mesmo. Mas eu vou usar como aperitivo.

– Ahhhh… A gente não queria levar dessa, mas não tem mais daquela outra sabe, gordinha?

– Sim, aquela mais roxinha, né?

– Essa mesma, responde a Ciclana.

– A chilena. Também queria dessa. É mais saborosa. E se você tirar o caroço em casa é melhor. Ela fica menos salgada do que a que já vem sem caroço, comento.

– É mesmo? pergunta a Fulana, mais como quem comenta do que quem pergunta, enquanto a Ciclana me olha surpresa.

– Bom, vou indo. Boa sorte com a torta.

– Obrigada, respondem em coro.

Isso no fim de semana passado. Mas não é que ontem encontro as duas de novo no supermercado, dessa vez escolhendo verduras enquanto eu passava com a minha cestinha em direção aos laticíneos.  Elas me olham e me cumprimentam com um sorriso. Respondo com outro.

Se encontrá-las novamante, convido pra comer uma torta lá em casa.

A ilustração foi feita pela Emily Robertson para a comemoração dos 125 anos da rede de Supermercados Marks & Spencers e  me foram enviadas pela Dani Arrais, que sempre que vê qualquer coisa na internet relativa à comida me encaminha carinhosamente.

Anúncios