Cozinhar na cozinha dos outros é sempre complicado. A gente esquece de levar aquele tempero, o fogo é muito alto ou muito baixo, a faca menos amolada, não acho o pano de prato, não sei acender o fogão e ninguém sabe como usar o abridor de vinho. Tudo isso compromete o resultado final, mas no fim, entre amigos e um monte de história pra colocar em dia, todo mundo termina a noite lambendo os dedos e feliz só de estar junto no meio da semana.

Deixei a cozinha da Flávia uma bagunça, a comida demorou muito mais do que o esperado pelas convidadas (sim, programa de mulherzinha!), eram oito mãos passando pelas panelas, muita risada, Analu preparando pãezinhos com gorgonzola e parma pra gente, Pipo tentando descolar alguma coisa pra comer, Vanessa fotografando e cozinhando, eu fingindo que coordeno toda a confusão gastronômica. Tudo do jeito que tem que ser.

Anúncios